Central de triagem homologada à eureciclo, que opera créditos de reciclagem.

Créditos de reciclagem: inovação e sustentabilidade para a sua empresa

Leia em 6 min

Entenda o que são créditos de reciclagem, também conhecidos como certificados de créditos de reciclagem

Crédito de reciclagem é um documento que comprova que uma certa quantidade de massa de um material teve destinação final ambientalmente adequada. 

Os créditos são adquiridos com o objetivo de ativar a compensação ambiental, diminuindo assim, o impacto das embalagens descartadas pelos consumidores brasileiros.

Em outras palavras, ao adquirir créditos de reciclagem sua empresa está assinando um compromisso com o meio ambiente, por meio dos documentos que comprovam a reciclagem de embalagem.

Neutralizando parte do impacto ambiental negativo causado pelos resíduos pós consumo de sua empresa.

O uso dos certificados de créditos de reciclagem é a maneira apropriada de incentivar a cadeia de reciclagem no Brasil, pois grande parte dos investimentos são destinados ao serviço ambiental prestado pelas centrais de triagem, que passam por um processo de homologação, além de fornecerem a rastreabilidade do material coletado (resíduo sólido).

Como cumprir a PNRS com os créditos de reciclagem?

Quando falamos em créditos de reciclagem, associamos de primeira aos créditos de carbono, afinal é difícil encontrar quem não tenha ouvido falar dessa prática de sustentabilidade no mercado. 

Isso porque com o boom dos créditos de carbono após o Protocolo de Quioto em vigor desde 2005, todas as mídias se voltaram para essa forma de compensação ambiental. 

Porém, quando se trata dos créditos de reciclagem estamos falando sobre um outro setor e outro formato.

Hoje, com outros acordos e marcos regulatórios ambientais, passamos a acompanhar diferentes tipos de impactos além do CO2, como por exemplo a crescente produção de lixo. 

Nesse sentido, surgiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), para incentivar que ocorra a destinação ambientalmente adequada dos resíduos no Brasil.

Os créditos de reciclagem se tornaram então uma ferramenta para aplicar e comprovar a logística reversa dentro da PNRS.

Consequentemente, as empresas mitigam o impacto gerado pelas embalagens pós-consumo colocadas no mercado.

Além disso, os créditos de reciclagem atuam como uma estratégia para comunicar os consumidores sobre o investimento na cadeia de reciclagem.

É neste contexto que iremos abordar os créditos de reciclagem e explicar como utilizá-los para obter mais sustentabilidade, economia e abranger novos nichos de consumidores na sua empresa.

Como os certificados de créditos de reciclagem garantem a comprovação?

Anteriormente, vimos que os certificados de créditos de reciclagem obedecem a mesma lógica dos créditos de carbono. 

Ambos estão ligados ao conceito de compensação ambiental. 

Ou seja, ao invés de montar uma estrutura própria de coleta de resíduos pós-consumo, as empresas podem adquirir o certificado de crédito de reciclagem, garantindo que o peso equivalente do mesmo material ganhou destinação ecologicamente correta.

Por exemplo, uma fabricante de refrigerantes pode compensar suas garrafas pet ou de vidro acionando uma empresa que lhe garanta que aquela quantidade de plástico ou vidro foi levada à reciclagem. 

Para garantir que não haja falsificação ou duplicidade nessas notas, a eureciclo, certificadora de créditos de reciclagem, conta com tecnologias próprias, como rede de blockchain privada e Inteligência Artificial, que rastreiam toda a cadeia, comprovando que aquela massa foi, de fato, destinada à reciclagem.

Desta forma, a empresa atesta a segurança de  estar em conformidade com a legislação federal e ainda gera benefícios socioambientais, pois uma renda adicional é repassada às centrais de triagem homologadas à eureciclo.

Cooperada manuseando uma garrafa em uma central de triagem homologada à eureciclo, que opera os créditos de reciclagem.
Banco de imagens eureciclo

Minha empresa precisa de créditos de reciclagem?

Mais do que um apelo ambiental, o crédito de reciclagem passou a ter apelo jurídico para as empresas desde a vigência da Política Nacional de Resíduos Sólidos, uma legislação ambiental que visa a diminuição de resíduos direcionados aos aterros e lixões.

Com ela surgiu um dos instrumentos mais importantes utilizados atualmente para aplicação da sustentabilidade nas empresas: a Logística Reversa, instrumento que busca retornar o resíduo reciclável ao ciclo de vida do produto.

Atualmente todas as empresas são definidas como co-responsáveis na PNRS, ou seja, aquelas que distribuem, comercializam, produzem e importam produtos com embalagens precisam cumprir com a PNRS e comprovar o processo. 

Portanto,os créditos de reciclagem se mostram uma ferramenta de aplicação e comprovação eficaz

Além disso, com a instituição do Decreto 11.044/2022, os certificados de créditos de reciclagem foram regulamentados.

A medida anunciou o programa Recicla + do Governo Federal no dia 13 de abril de 2022, evidenciando que a comprovação do cumprimento das metas de logística reversa pode ser realizada por meio dos certificados de crédito de reciclagem.

De maneira prática, os créditos de reciclagem asseguram que um percentual equivalente às embalagens comercializadas pela empresa foram encaminhadas à reciclagem.

A prova para comprovar que a empresa fez a destinação correta dos resíduos é o crédito de reciclagem.

Então respondendo a pergunta: se a sua empresa precisa cumprir PNRS, segundo as diretrizes da legislação, investir em créditos de reciclagem para realizar a compensação ambiental, é uma das soluções. 

Você pode conferir aqui as diferentes soluções de Logística Reversa e optar pela que mais fizer sentido para o momento da sua empresa.

Quem pode emitir crédito de reciclagem?

Os créditos de reciclagem estão inseridos na cadeia de reciclagem no Brasil e podem ser emitidos através das certificadoras aprovadas, como a eureciclo

Na eureciclo, o processo para emissão dos créditos ou certificados de reciclagem atuam da seguinte maneira:

  1. o consumidor descarta o resíduo no lixo reciclável
  2. a coleta dos resíduos pós-consumo acontece
  3. esses resíduos são destinados para uma central de triagem parceira da eureciclo, que opera os créditos de reciclagem
  4. após a triagem, esse material é vendido para um reciclador
  5. no momento da venda, é emitida a nota fiscal. É nela que nos baseamos para a emissão do crédito de reciclagem. A Nota fiscal é o lastro, ou seja, a garantia de que aquela nota é única.

Para emitir esses créditos usamos uma tecnologia robusta, que envolve uma rede de blockchain privada, machine learning e inteligência artificial, demonstrando um dos maiores pilares da eureciclo: a segurança jurídica.

Além disso, há uma auditoria externa anual que avalia o rastreamento dos resíduos pós-consumo.

Atuamos ainda como a certificadora aprovada de Termos de Compromisso de Logística Reversa em em 6 estados (SP, MS, AM, MS, RS e MT), assinados pelos principais órgãos ambientais e reportamos os resultados de logística reversa para os 26 estados e Distrito Federal.

Quer entender melhor o passo a passo e a tecnologia utilizada na emissão dos créditos de reciclagem? Confira AQUI o artigo e um bônus especial para você!

Qual o maior desafio dos créditos de reciclagem?

Dentro do contexto descrito acima, cerca de 3% a 5% dos resíduos gerados no Brasil são formalmente reciclados. 

Sendo assim, seria o limite dos créditos de reciclagem os mesmos 3%?

Apesar do crédito de reciclagem depender diretamente do que está sendo efetivamente reciclado e com Notas Fiscais, ele cria duas forças importantes para aumentar esse percentual.

O crédito de reciclagem incentiva financeiramente a formalização e estruturação dos atores da cadeia de reciclagem, a partir do apoio jurídico e consultoria prestada às centrais de triagem. 

Adicionalmente, o crédito de reciclagem funciona como um incentivo financeiro, que torna a cadeia dos diferentes tipos de recicláveis mais atrativas economicamente, facilitando esforços e ações de triagem e reciclagem. 

Por isso, o crédito aumenta, consequentemente, as taxas de reciclagem daquele material. 

Devido a um dos maiores desafios do Brasil, de proporções continentais, ser a rastreabilidade e escalabilidade, surgiu a eureciclo, solução pioneira inspirada no modelo de créditos de reciclagem da Europa.

Assim, juntos com mais de 6 mil empresas construímos um ecossistema com transparência e rastreabilidade, como forma de incentivar a remuneração da cadeia de reciclagem no Brasil.

Como o investimento em créditos de reciclagem posiciona a sua marca

Primeiramente, é necessário entender que há três pilares envolvidos na sustentabilidade: econômico, ambiental e social. 

Entrar em sintonia com esses pilares e promover um negócio que os atenda, é tornar economicamente viável o desenvolvimento e crescimento da sua própria empresa.

Os créditos de reciclagem cumprem com a Política Nacional de Resíduos Sólidos e ainda atendem a critérios ESG (ambiental, social e de governança corporativa):

  • É uma opção econômica: Comparado às outras soluções de Logística Reversa, os créditos de reciclagem, através da compensação ambiental, são viáveis de se manterem por não dependerem de estrutura física da empresa ou gastos com manutenção.
  • Contribuição aos atores : Investir na cadeia de reciclagem é contribuir com o impacto social, a partir da remuneração extra à cooperativas e operadores parceiros. Estes podem utilizar os recursos para melhorias na infraestrutura, aquisição de equipamentos de segurança individual (EPIs) e até para contratação de novos colaboradores.
  • Rastreabilidade das Notas Fiscais: como forma de dar escala e tornar possível a quantificação dos resíduos pós-consumo reciclados no Brasil.

O futuro dos negócios é a sustentabilidade

ESG, Environmental, Social and Governance, segundo este artigo que montamos sobre o tema, são critérios ambientais, sociais e de governança corporativa.

Assim, os três critérios atuam como um tripé das boas práticas a serem seguidas pelo mercado e exigidas pelo setor de investimentos sustentáveis.

Investir na logística reversa de embalagens por meio de créditos de reciclagem, além de ser uma iniciativa ESG, é uma importante prática de impacto positivo para sua empresa considerar. 

Compartilhe!