Consumidora consciente pegando produto da geladeira

Quem é o consumidor consciente e o que ele valoriza?

Leia em 3 min

O consumidor consciente trouxe muitas modificações para os negócios. Leia o nosso post e saiba como transformar a sua empresa para não perder esse público.

O consumidor consciente está trazendo muitas mudanças para o mercado e adaptar o seu negócio não é mais um diferencial, mas sim uma obrigação.

Para que você consiga fazer um bom planejamento com esse objetivo, é essencial compreender mais sobre as mudanças que ocorreram e entender o que esse novo público valoriza e espera da sua marca.

Para auxiliar você nessa jornada, criamos esse post. Nele você irá conferir pesquisas que mostram quem é o consumidor consciente. Continue lendo e confira!

Mudança nos hábitos de consumo

Assim como uma geração é diferente da outra, a maneira como as pessoas consomem também se transforma ao longo do tempo.

Se antes não importava o quanto uma empresa se preocupava com seu impacto ambiental, esse mesmo ponto conta na decisão de compra de muita gente hoje em dia.

Segundo um estudo divulgado em novembro de 2020 do Instituto FBS de Pesquisa encomendado pela CNI, 98% dos brasileiros se dizem preocupados com o meio ambiente.

Não somente no aspecto de compreender o consumidor, mas também no aspecto legal. Uma vez que a Política Nacional de Resíduo Sólidos ganha cada vez mais espaço, as empresas precisam estar preparadas para atender estas novas demandas do público.

Assim surgiu o consumidor consciente que é aquele que prefere e opta por fazer as suas compras de marcas que sejam ecologicamente corretas.

O consumidor consciente e seu impacto no mercado

Você sabia que 1 a cada 3 brasileiros está disposto a pagar mais caro por um produto feito de modo ambientalmente correto? É o que aponta uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional da Indústria, a CNI, divulgada em janeiro de 2020.

Essa mesma pesquisa traz outros dados interessantes que merecem destaque, como:

  • quanto maior o grau de instrução do indivíduo, maior a disposição dele pesquisar como algo é produzido,
  • 62% dos brasileiros já boicotaram marcas por desrespeito aos animais e aos direitos trabalhistas, por discriminação de grupos, por crimes ambientais e por posicionamento político,
  • 55% dos brasileiros disseram separar o lixo para a reciclagem. 

Estes números nos mostram como o consumidor com acesso à informação pode mudar seu comportamento e suas decisões.

O que o consumidor consciente espera das empresas?

Por mais que esse grupo que presta atenção em sustentabilidade tome suas próprias atitudes, ele espera que a postura dos negócios dos quais consome tenham um impacto socioambiental maior.

Segundo um estudo de 2018 do Instituto Akatu, 59% dos brasileiros acreditam que as empresas deveriam fazer mais do que está nas leis e trazer mais benefícios para a sociedade.

Isso significa que, por melhor que seja seu produto, estar atento às demandas do mercado e trabalhar com responsabilidade ambiental é extremamente relevante para empresas que querem crescer.

Mas aí você pode pensar que nem todo consumidor é consciente quando o assunto é poluição, lixo, desmatamento e outras questões ambientais. Sendo assim, tudo bem seu negócio não se adaptar.

Será que essa lógica de pensamento é válida? Nós falamos que ela está com os dias contados!

A geração formada pelos millennials, jovens adultos que hoje têm entre 24 e 39 anos, será a maioria da mão de obra no Brasil a partir desse ano, de acordo com dados do Itaú BBA.

Ou seja, é esse grupo que tem o poder de compra, que está online e que seguirá como cliente das empresas existentes hoje por bastante tempo.

Sempre conectados em seus smartphones, essa geração que move muito da economia é atenta não só à sustentabilidade, mas também aos valores de igualdade e de qualidade de vida.

Não é à toa que bancos, serviços de streaming de vídeo, faculdades e cursos e até serviços gerais têm se transformado tanto para se adequar a esse público.

Enxergue este momento como uma boa oportunidade para a marca!

Aproveite que você tem todas essas informações sobre o consumidor consciente e comece a planejar como a sua empresa irá mudar os seus processos.

Caso você ainda precise de uma ajuda, continue lendo no nosso blog e veja exemplos de empresas para se inspirar!

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *