O valor dos selos e certificações para o consumidor consciente

Leia em 3 min

Se você abrir seu celular agora e entrar em uma rede social, com certeza vai encontrar alguma discussão política/social/ambiental acontecendo. Isto porque discutir essas questões está cada vez mais urgente e é através dela que os posicionamentos passam a ser formados – e observados.  

A tendência de se aproximar, de apoiar e defender quem compactua dos mesmos princípios, aumentou. Isso vale para comunidades, pessoas públicas e até mesmo marcas.  

De acordo com a pesquisa “Global Consumer Pulse” da Accenture Strategy, 83% dos consumidores brasileiros preferem comprar de empresas que defendem propósitos alinhados aos seus valores de vida, dispensando àquelas que optam por se manter neutras ou em cima do muro. A pesquisa ainda revela que 65% das pessoas entrevistadas afirmaram que já pararam de comprar uma marca após ela “trair suas crenças”.

A primeira impressão é a que fica – até ser cancelada

Uma embalagem pode dizer muito sobre o posicionamento de uma marca. É através dela que ocorre o primeiro contato com o cliente. As cores escolhidas, a facilidade de leitura, a aparência agradável, a praticidade do uso, tudo isso ajuda a chamar a atenção no meio de tantos outros produtos nas gôndolas.  

Mas se a embalagem não deixar claro ou não condizer com os valores da marca, toda imagem construída poderá ter sido em vão.

Como dizer que um produto é para todos se a embalagem não disponibiliza, por exemplo, informações em braile? Pensar na acessibilidade é fundamental. A marca, além de incluir pessoas com algum tipo de deficiência visual, aumentando o seu público, ainda cativa pessoas que não fazem parte desse grupo. Isso reforça o pilar da inclusão social.

Agora, se uma empresa tem a sustentabilidade como diretriz, espera-se uma responsabilidade ambiental na hora da escolha dos materiais utilizados na fabricação da embalagem, se são ou não reutilizáveis, como podem ser reciclados e de que forma ganham um novo ciclo de vida. 

Ao pegar o produto, o consumidor deve enxergar os valores e o posicionamento da marca estampados de alguma forma.

Como o público está mais atento aos rótulos, quer conhecer a tabela nutricional, os ingredientes e a composição, uma embalagem com design moderno e com frases bonitas não é suficiente. Segundo o Monitor de Responsabilidade Social Corporativa 2010, realizado pela Market Analysis, 36% dos brasileiros acreditam que uma etiqueta na embalagem é a melhor forma de uma empresa comunicar suas práticas ambientais. As pessoas têm mais facilidade em reconhecer ícones, então isso não só acaba ajudando no momento da escolha, como também se torna um critério decisivo. O Dossiê Unomarketing, lançado em parceria com a Revista Ideia Socioambiental,  aponta que o consumidor tende a comprar produtos verdes, mas a falta de selos e certificados de sustentabilidade faz com que a compra efetiva não aconteça.

Um selo vale mais do que mil palavras

Quando o mundo passou a olhar mais atentamente para o meio ambiente e a sustentabilidade se tornou uma prática bem vista pelo público, muitas empresas   adotaram o greenwashing como estratégia para promover discursos, anúncios, ações e campanhas publicitárias sobre ser ecologicamente correto, verde, eco-friendly etc.

Mas o que se viu, e se vê até hoje, são empresas “pintadas de verde”, que não tomam medidas nem buscam soluções reais para minimizar os impactos ambientais.  

Por isso os selos são tão necessários. Eles são certificações que comprovam as metodologias e os processos sustentáveis praticados pela empresa certificada.  

Por exemplo, quando uma empresa possui o selo eureciclo, quer dizer que a marca que o carrega cumpre com as metas nacionais de logística reversa de embalagens.

Ou seja, através do selo, essa única e simples imagem, a empresa consegue mostrar o seu compromisso com o meio ambiente e o público engajado passa a ter mais confiança na marca. 

Procurando pelo sorriso

O selo eureciclo surgiu para fomentar a reciclagem de embalagens comercializadas por empresas. E também para fomentar a conscientização ambiental dos atores do ciclo de vida do produto (empresas, consumidores, recicladores e etc.). 

Em nossas redes sociais, produzimos conteúdos educativos, esclarecemos dúvidas sobre leis, sobre as siglas presentes nas embalagens, damos dicas de como diminuir a pegada ambiental, a forma correta de separar e descartar os materiais recicláveis, e claro, compartilhando nossas marcas parceiras.

Conquistamos um público engajado com as causas de sustentabilidade e consumo consciente e que buscam, cada dia mais, entender o impacto ambiental gerado por uma escolha. Por isso, ter o selo eureciclo é uma forma das marcas comunicarem sua preocupação e responsabilidade com o meio ambiente e com a sociedade.

Hoje, ao encontrar o nosso sorriso em uma embalagem, o consumidor sabe que está optando e contribuindo para a valorização do trabalho de operadores de coleta e triagem, e entende que aquela compra está ajudando no desenvolvimento da reciclagem do Brasil. 

Então, ao se tornar uma parceira da eureciclo, a marca reforça seu posicionamento e comprometimento de forma transparente. E ainda, oferece ao público um consumo com impacto positivo.

Isso sim é valor agregado!

Quer se juntar às mais de 3.100 empresas que fazem parte dessa cadeia?

Vamos juntos! Descubra se o selo eureciclo é para a sua empresa!

Compartilhe!

2 comments

Awesome write-up. I am a regular visitor of your website and appreciate you taking the time to maintain the nice site. I will be a frequent visitor for a really long time. Clem Garreth Takara

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *