Selos de sustentabilidade: tendência que impacta seu negócio

Selos de sustentabilidade: tendência que impacta seu negócio

Veja como surgiram os selos de sustentabilidade e quais deles ajudam a sua empresa a se destacar perante os concorrentes.

A história por trás dos selos de sustentabilidade

Foi na década de 70 que tivemos um boom nas práticas de sustentabilidade. Grande parte desse processo ocorreu por conta da repercussão das conferências internacionais como Estocolmo 72 e Eco 92 na sociedade, onde os principais líderes políticos e acadêmicos se juntaram para discutir assuntos ligados à economia e ao meio ambiente.

É algo recente e, como vários movimentos do século XXI, a sustentabilidade se reinventou e criou diversas ferramentas para seu desenvolvimento nesse curto espaço de tempo. Uma delas são os chamados selos verdes ou selos de sustentabilidade, sobre os quais iremos falar aqui.

O que são selos de sustentabilidade?

Os selos de sustentabilidade são certificações que comprovam metodologias e processos envolvidos no desenvolvimento de produtos e infraestruturas sustentáveis na empresa certificada. Cada selo possui um objetivo, uma sistemática, um tipo de validação e um público alvo.

A principal vantagem dos selos está no impacto da comunicação com uma única e simples imagem. É comum, por exemplo, na comunidade judaica uma alimentação que respeite as leis judaicas. E para tanto, o selo kosher sinaliza alimentos/restaurantes que respeitam essas leis. Ou seja, um selo pode ser um indicativo rápido de um segmento para atendimento de um determinado nicho.

Quais selos de sustentabilidade posso usar no meu negócio?

“Em decorrência da maior consciência ecológica dos consumidores, os atributos ambientais tornaram-se um dos diferenciadores na escolha de produtos. Em resposta, proliferam, em número cada vez maior, os rótulos ambientais (selos verdes), pois estes são o elo de comunicação entre o fabricante e o consumidor.”¹

 

A quantidade de selos é gigantesca, por isso optamos por alguns selos de grande atuação e relevância. Segue abaixo uma lista com rápida descrição, onde exemplificamos a diversidade de propostas das certificações e desmitificamos algumas dificuldades na obtenção das mesmas.

Organização sem fins lucrativos presente na América do Sul e Central, certifica empresas que buscam em sua essência e ações a resolução de problemas sociais e ambientais. Foi desenvolvida pela B Lab Inc., organização estadunidense, que audita regularmente todas as Empresas B certificadas. Na audição são levados em consideração 4 aspectos da empresa: governança, funcionários, meio ambiente e comunidade. O modelo de negócios e o objetivo da empresa devem estar de acordo para a melhoria contínua destes 4 aspectos. Atualmente existem 331 Empresas B certificadas no Brasil e mais de 2000 Empresas B no mundo. Os passos detalhados para ser uma Empresa B podem ser conferidos aqui.

Desenvolvido pela Organização Internacional de Agropecuária, o selo visa o reconhecimento de empresas no mercado interno brasileiro que adequam sua produção e insumos para que os produtos finais sejam comprovadamente orgânicos. De atuação internacional, a organização tem conseguido cada vez mais abrangência no Brasil. Auditado pelo INMETRO e credenciado pelo Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA), a Orgânico Brasil segue rigidamente a Legislação Nacional de qualidade (Lei N° 10.831/2003). Para saber mais e verificar os passos necessários para obtenção do selo, basta entrar em contato com o atendimento da Orgânico Brasil.

Certificação desenvolvida em 1987 por organizações internacionais através da Rede de Agricultura Sustentável. Certifica o alinhamento da sustentabilidade em agronegócios, florestas e ambientes turísticos, através da economia, meio ambiente e sociedade.

Conta hoje com mais de 50 empresas certificadas no Brasil e mais de 1000 marcas certificadas no mundo.

Certificação europeia para o desenvolvimento da cadeia de reciclagem e compensação ambiental de embalagens. Visa o atendimento das legislações locais (Lei Europeia 94/62/EC e sua atualização em  2004), traçando diretrizes para a adequada mitigação do impacto de embalagens e resíduos de embalagem no meio ambiente, através da compensação ambiental das embalagens (reciclagem do material equivalente ao das embalagens). Atualmente cerca de 150.000 empresas são certificadas pelo projeto e sua atuação ocorre em 31 países da Europa.

Desenvolvido pela New Hope Ecotech, empresa de tecnologia que criou uma plataforma para rastrear e armazenar dados da cadeia de reciclagem no Brasil. O Selo eureciclo vem com o objetivo de impactar a cadeia e facilitar os instrumentos para execução da Política Nacional de Resíduos Sólidos. Para tanto remuneramos/fomentamos o desenvolvimento de cooperativas e cooperados, atores fundamentais de um dos nossos principais processos: a reciclagem.  Assim como o Green Dot, o Selo eureciclo se utiliza da compensação ambiental de embalagens para mitigar os impactos ambientais de resíduos no Brasil. Aqui se encontram todas as informações para obtenção do Selo.

 

Selos de sustentabilidade contribuem para o alcance de novos nichos de mercado.

Como os selos de sustentabilidade podem impactar sua empresa?

Nos últimos tempos, a sustentabilidade tem abrangido novos nichos e diversificado ainda mais seu público alvo, por conta do apelo e consciência crescente dos consumidores. Isso impacta o número de estratégias de negócios das próprias empresas em se adequarem a uma realidade com recursos cada vez mais escassos e legislações ambientais cada vez mais rígidas.

O interessante é se utilizar destes novos parâmetros de consumo para reorganizar estratégias de marketing/produto que levem em consideração as novas necessidades dos consumidores.

Várias empresas passam a adotar práticas ambientais como marketing, visando melhorar a imagem e suprir uma exigência de um mercado globalizado. Segundo LUIGI (1999) “Gestão ambiental tornou-se moeda forte”, tanto para o mercado interno, como, principalmente, para a inserção no mercado internacional e exigência para financiamentos.¹

Os selos de sustentabilidade trazem facilidades nestes quesitos e podem aumentar a comunicação de seus valores e ações para o público alvo. É a sua empresa em consonância com o meio ambiente, sociedade e economia.

Referências:
¹ O selo verde: uma nova exigência internacional para as organizações: Celestina Crocetta Biazin, UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ. Link: < http://ciflorestas.com.br/arquivos/doc_o_organizacoes_32081.pdf > . Acessado em: 08/08/2018