Desenvolvimento sustentável: como implementá-lo em grandes corporações

Muitas empresas já fazem o possível (e o impossível) para se destacar através da sustentabilidade. E a sua? Neste artigo iremos mostrar como é possível o desenvolvimento sustentável em grandes corporações. Preparada(o)?

É fato: as problemáticas ambientais se tornaram protagonistas do cenário mundial. E não sem razão, visto que seus impactos atingem desde o transporte à saúde humana.

Basta lembrar das enchentes recorrentes em grandes cidades ou ainda da crescente quantidade de pessoas que sofrem de problemas respiratórios com todas a “ites” possíveis (rinite, sinusite).

Com essa estreita ligação da vida humana com o meio ambiente, é natural que qualquer atividade antropológica afete a sociedade, economia e ecossistema. E algumas empresas já se atentaram, assim como alguns consumidores.

É desta forma que a sustentabilidade corporativa vem se firmando como um diferencial competitivo no mercado. Abaixo separamos 5 ações eficazes para implementação de um desenvolvimento sustentável com sucesso. Descubra!

Faça acontecer o Programa de Gestão de Resíduos

Precisamos te alertar: o impacto produzido pela corporação onde você trabalha pode ser alarmante! É simples: das embalagens comercializadas até os efluentes, tudo necessita ser gerido.

É aí que surge a PGRS, um instrumento da lei 12.305/2010, a chamada Política Nacional de Resíduos Sólidos. Sua aplicação garante que a empresa em questão está conseguindo gerenciar os resíduos produzidos de forma a evitar a poluição da água e do solo.

Essa garantia jurídica é necessária, dado que a lei citada anteriormente instaura a obrigatoriedade da implementação do PGRS para todas as empresas que produzam resíduos, sejam eles industriais, de serviços públicos, de serviços de saúde ou ainda de construção civil.

Você se encaixa em um destes perfis? Caso positivo, o primeiro passo é encontrar uma equipe qualificada para lidar com o assunto. Pode ser alguém da sua própria empresa que já tenha experiência e possa oferecer uma consultoria, ou pode ser uma consultoria externa.

É o consultor que será o responsável por entender a situação da empresa, assim como sugerir ações específicas. Além de elaborar um documento que comprove o Programa e possibilite a proteção jurídica da sua empresa.

Aposte na reciclagem

Já falamos que tudo o que é produzido precisa ser controlado e administradas as ações que minimizem o impacto ambiental. No entanto, nem todas as empresas se sensibilizam com as embalagens que comercializam e que, posteriormente, são jogadas fora pela consumidor.

Entender a responsabilidade compartilhada em relação a estas embalagens é uma consciência necessária para criar o desenvolvimento econômico de uma corporação antenada de forma inteligente.

Nesse sentido, o estado de São Paulo tem avançado na logística reversa. Por exemplo, para que haja a renovação da Licença de Operação da fábrica no estado de SP, é necessário a apresentação de uma solução de logística reversa.

Separamos uma solução para você, neste artigo!

Engaje o seu time

Agora que você já tem uma parte da sua atenção para os resíduos gerados, vamos falar de algo muito importante: a cultura da sustentabilidade.

Administrar parte de uma corporação que se esforça por absorver os preceitos do desenvolvimento sustentável não é fácil. E é ainda mais difícil quando os funcionários não entendem o porquê de ser sustentável, ou ainda o motivo pelo qual é importante trazer soluções sustentáveis para o dia a dia da empresa.

É aí que entra a cultura empresarial sustentável que deve estar alinhada com os valores, visão e missão da empresa.

Para engajar o seu time, separamos 3 ações simples:

  1. Propicie um espaço para fala dos seus colaboradores, assim como a escuta de ideias que devem ser valorizadas ou criticadas construtivamente. Torná-los parte da construção dessa cultura é essencial para que a cultura da sustentabilidade seja absorvida e não rechaçada;
  2. Coloque em prática as ideias positivas levantadas pelo time. Do contrário, o desenvolvimento sustentável ficará apenas no papel ou demorará muito mais tempo para ser aplicado;
  3. Surgiram ações e mudanças que não foram construídas com o time? Incentive treinamentos para os seus colaboradores e exponha a importância dessas aplicações para o todo.

Por que é tão difícil?

Implemente uma logística eficiente

Um outro ponto importante, além da geração de resíduos é a gestão e disposição de recursos. Nesse sentido, contar com uma logística eficiente é o pontapé inicial.

E não, não estamos falando da logística reversa, e sim da logística que cuida da distribuição de recursos através do transporte e armazenamento.

Através dela é possível reduzir os gastos com recursos. Para que isso se concretize, implemente um sistema de gestão integrada para que todos os atores da cadeia de suprimentos possam se conectar de forma mais instantânea.

Essa simples ação permitirá que os estoques sejam geridos de maneira eficiente impedindo desperdícios comumente relacionados ao armazenamento de suprimentos.

Uma outra ação para tornar a sua logística eficiente é optar por fornecedores mais sustentáveis. Eles normalmente possuem produtos de maior qualidade (orgânicos, por exemplo) e são mais próximos do seu empreendimento, visto que prezam pela menor emissão possível de carbono.

Essas e outras dicas nós compilamos para você e podem ser acessadas aqui.

Incentive o transporte solidário

Do essencial, que é atender à legislação, principalmente no que se refere à produção de resíduos e consumo de mais recursos, até as ações básicas para que o time esteja mais engajado, surgem ideias alternativas que podem fazer toda a diferença no cotidiano da empresa e gerar, inclusive, um novo tipo de relação entre os funcionários.

É o caso, por exemplo, do transporte solidário, que através de caronas, permite que haja um ambiente de trabalho mais colaborativo ao mesmo tempo que diminui a emissão de gases poluentes.


Como empresa, implementar 5 ações não está tão distante da realidade! Acreditamos que o crescimento econômico é importante. E mais do que crescer em quantidade, é importante se desenvolver em qualidade.

Essa simples mudança cria um diferencial competitivo muito requerido por consumidores cada vez mais conscientes.

Consumo consciente: conheça a nova face do consumidor brasileiro