Você conseguiria ficar 1 mês sem plástico?

Pão, frutas, roupas, cosméticos, produtos de limpeza; muitas das coisas que usamos todos os dias, geralmente são embalados em alguma forma de plástico descartável. Seria possível ficar 1 mês sem?

Este resíduo leva séculos para se decompor. Todo o plástico já usado existirá por muito tempo. E isso está causando problemas reais para a vida marinha. Até 100.000 mamíferos marinhos e 1.000.000 de pássaros morrem, a cada ano, por comer plástico.

A história de Violetta

Como nos tornamos tão excessivamente dependente de embalagens de plástico? Será que realmente precisamos dele? Eu decidi ver se eu poderia evitar a compra de qualquer tipo de plástico por um mês. Minha família (incluindo o meu gato, José) se juntou a mim.

“As pessoas muitas vezes me pedem para não embalar as coisas em plástico e eu ainda estou tentando descobrir o porquê …” – funcionária de uma mercearia

 

O início

A primeira semana foi a mais desafiadora. Quando perguntei a uma funcionária na mercearia para pesar maçãs em minha própria bolsa, ela pensou que eu era um pouco estranha. Na padaria, descobri que enquanto donuts foram embrulhados em papel, pãezinhos vieram em embalagens de polietileno.

Eu nasci na União Soviética. Embalagens plásticas eram escassas e eu me lembro de todos comprarem pão sem qualquer embalagem e levarem para casa apenas daquele jeito. Fico intrigada como as mesmas pessoas agora sentam-se atrás de um balcão da loja, e não entendem eu querer o meu pão sem o saco plástico.

A surpresa

Depois de um tempo, eu percebi que eu teria que enfrentar os olhares. Com um sentimento de orgulho, eu pedi para ter o meu pão e queijo embrulhados em papel. Uma mulher que trabalha na padaria me disse: “As pessoas muitas vezes me pedem para não embalar as coisas em plástico e eu ainda estou tentando descobrir o porquê …”. Parecia uma vitória: eu não estava sozinha!

Preparando o bolo com ingredientes sem embalagem plástica
Preparando o bolo com ingredientes sem embalagem plástica

Meus hábitos alimentares melhoraram. Eu me vi cozinhando a partir do zero e evitando salgadinhos e petiscos. Substitui meus desejos por alimentos doces com compotas e frutas, e fiz um bolo. Eu mesma tive uma festa de aniversário livre de plásticos!

A vida sem o plástico não é tão difícil quanto eu imaginava. Estava preocupada em encontrar substitutos para desodorante e xampu, mas encontrei barras não embaladas em uma loja de cosméticos orgânicos. Com um pouco de pesquisa e criatividade, descobri alternativas para coisas como absorventes e cotonetes. Meu frasco de café virou um companheiro mais próximo do que o meu telefone.

Viver sem plástico me ajudou a organizar minha casa – ela nunca esteve melhor! As embalagens que costumavam ser empilhadas em cada canto se foram! Em vez disso, sacos de papel e produtos frescos encheram minha cozinha.

Ingredientes para o bolo sem plástico

Temos o hábito de usar plástico quando nós na verdade não precisamos. Eu consegui ficar com muitos dos hábitos que eu desenvolvi quando vivi sem plástico por um mês.

Cabe a nós mudarmos nosso estilo de vida, mas também precisamos convencer as empresas a reduzirem a produção de plásticos descartáveis e investirem em reciclagem. Saiba como!

Primeiro recuse, em seguida, reduza, reutilize e recicle.

#ConsumoConsciente #ReciclagemSemEscândalo #1mêsSemPlástico

Violetta Ryabko é Coordenadora de mídia para o projeto Lixo Zero do Greenpeace Rússia. Veja o artigo original aqui.